Festa

― Oi!
― Oi.
― Tudo bem?
― Tudo.
― Você está bem?
― Tudo bem.
― Não parece. Vai, pode me contar.
― Não vale a pena.
― Ou conta ou grudo em você até a festa acabar.
― Esse é o problema. Não vale a pena se não estiver disposta a ser toda minha.
― Você… está apaixonado por mim?
― Eu não estou apaixonado por você.
― Agora que me deixou envergonhada, o mínimo que pode fazer é continuar.
― Desculpe a falta de tato, é que não tenho mais estômago pra encontrar pessoas e significar tão pouco pra elas. Seria desperdício qualquer esforço pra manter uma conversa agora. Já basta a energia que gastei pra chegar aqui. Com o único propósito de não sumir completamente da vida das pessoas.
― Como assim? Todo mundo te adora. Ou você está deprimido ou bêbado.
― O que disse agora… sua intenção é me deixar pra cima. Quando sentir que conseguiu, se dará por satisfeita. Não vai ser difícil, já que vou colaborar, pois quero ficar só e sem o peso de sua preocupação. Assim que perceber minha melhora de humor, vai sentir-se livre para conversar com outras pessoas. E não deve demorar até que alguém se aproxime e puxe conversa. Não me entenda mal, não terei ciúmes. Na verdade, ficarei muito satisfeito quando encontrar outro, pois não carregarei mais o fardo de sustentar nosso diálogo. Compreende por que seria ridículo se eu sentisse ciúmes? O que você tem a oferecer, a mim ou a qualquer outro aqui, por mais íntimo que seja, são migalhas. E acredite, você não é insignificante. O mais triste é que gosto muito de você. No momento em que alguém se aproximar, aproveitarei a oportunidade pra me afastar.
― Espere. É confuso, mas compreendo o que você diz. E tenho medo. Por que tudo me traz uma sensação de responsabilidade enorme, maior do que posso suportar. Não porque você não valha a pena. Pelo contrário, sei que me empolgaria demais depois de nossa conversa. Mas me conheço bem pra saber que nada iria mudar de verdade, o que só seria motivo de frustração. Preciso de sua ajuda. Quero que nunca mais falemos sobre isso. Sempre que estiver ao seu lado, quero me sentir inteiramente confortável, com a certeza de que você nunca irá me pressionar ou me julgar por ter tomado esta decisão. Pode fazer isto?
― Claro.
― Mais uma coisa. A qualquer momento, alguém vai aparecer e puxar assunto. Quero que você se esforce para manter a conversa interessante. E que traga outras pessoas para perto e, ao meu lado, conduza a situação para que todos comecem a falar e rir ao mesmo tempo. Cada vez mais, lentamente, até que, no meio do barulho, com nossas cabeças ocupadas pela conversa e tontas pela bebida, não pensemos em mais nada.

Anúncios
Padrão