Impessoalidade

A natureza é de uma impessoalidade reconfortante. O mar faz o que deve fazer, não dá a mínima importância ao que se faça com sua água, areia, peixes ou pedras. Está sempre em ação e, ao mesmo tempo, generosamente aberto a interferências. Um poste de concreto, também, nunca nos desaponta. Pode servir de abrigo, de apoio, de superfície para escrever ou desenhar. Com força, habilidade e as ferramentas apropriadas, deixa-se derrubar com facilidade e oferece apenas a resistência natural do material que o constitui. Apesar do contra-senso, as pessoas ― como parte da natureza ― também carregam esta impessoalidade. Não é tão fácil perceber, a menos que sejam observadas de uma certa distância.

Anúncios
Padrão

Amostra

Para ser lido no meio do deserto, ao som de uma banda de hard rock, dessas de propaganda de cigarro.

Pense na expressão de um cadáver
Pense no que falta para ele estar vivo
E guarde este pensamento

Pense num sentimento
Pense como todo sentimento é compreensível
Seja ele de qualquer ser humano, em qualquer momento da história
E guarde este pensamento

Agora lembre-se daquilo que nos torna vivos
E fique atento para sua sensação neste exato instante
Perceba que ela não é nova
E deixe esta familiaridade lhe preencher

Você é uma amostra
Quanto mais tenta se afastar
Ou mesmo se aproximar de alguém
Mais você toca em si mesmo

Padrão