Transtorno

― Alô?
― Alô, Maria Inês está?
― Quem fala?
― É o amante dela.
― (pausa)
― Não é verdade, desculpe. É que tenho um transtorno compulsivo que me obriga a pôr pra fora qualquer frase impertinente que me venha à cabeça.
― É um transtorno ridículo, este seu.
― Sou forçado a concordar.
― Alguma vez já foi espancado por conta disto?
― Ah, muitas.

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Transtorno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s