Desejo

Liberto da lâmpada e sua existência surreal, declamou um gênio agradecido:
― Tens direito a três desejos!
― Desejo, então, afogar-me na delicadeza do mundo.
O gênio, com seus dedos redondos, cerrou os olhos do amo e beijou-lhe os lábios bem devagar, enquanto lágrimas de séculos gotejavam na areia fina.

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Desejo

  1. Thaís disse:

    Dentro do alçapão o baú envelhecido. Coberto de poeira fina, procurei alcunhas. O sopro caústico me amorteceu.
    Magnitude.
    bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s