Cinema paradiso

Tinha duas cenas, o filme ― ambas curtas e memoráveis. Na primeira, um par de mãos decididas manipulava um objeto cilíndrico, num sofrido vaivém. A cada movimento de saída, os pequenos lábios cor-de-rosa eram repuxados para fora, como se fossem borrachas de proteção. Na segunda, a suprema intimidade: a moça de olhos pretos sorria com dois furinhos na bochecha e dava língua para a câmera. Só uma pontinha de língua, parecia um anjo.

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “Cinema paradiso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s