Tigelas azuis transparentes

Tenho uma tigelinha azul que nasceu aqui em casa. Antes, só tinha uma grande ― esta, adquiri já adulta. Deve ter chegado grávida, pois a outra surgiu sem aviso, minúscula, emborcada num canto de prateleira. O mesmo azul transparente, a mesma aba na borda. Estranhei o tamanho a princípio, pois nela não cabia sequer um terço das pipocas que cabiam na outra. Mas como não sou de dar crédito à memória, convenci-me tratar-se da antiga. Afinal, até a aba na borda era idêntica. Para minha surpresa, meses depois encontrei a mãe toda empoeirada dentro de um armário. Procurei a menor e só tirei a prova quando vi as duas na mesa, dispostas lado a lado. Agora elas vivem juntas, uma dentro da outra. Estranho a pequena não ter crescido mais. Deve ser anã, por isso ficou assim tão miúda.

Anúncios
Padrão

8 comentários sobre “Tigelas azuis transparentes

  1. gláucia lemos disse:

    Passei porque encontrei em outro blog e achei instigante o nome Geringonça. Aí, adorei o texto das tijelinhas, criativo, com a simplicidade de quem cria porque tem a chama. Parabéns David!VocÊ deve ser jovem, vai longe, menino! Gláucia Lemos

  2. Poi é David. Quando a gente fica atento á essência de nós mesmos e de tudo aquilo que faz parte de nossas vidas, tudo se torna possível acontecer… nascem tigelinhas azuis, nascem sonhos bonitos em nossos sonos, nascem possibilidades de ser felizes em nossos corações… E a vida fica mais bonita e dá mais prazer viver… te amo! E isso também é muito bom…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s