Farsa em três atos

De olhos ainda fechados, pesou as circunstâncias e julgou mais acertado voltar a dormir. Não deu um segundo, pulou da cama a cantarolar: “vamos fazer um café, tomar um banho, essas coisas de gente que gosta de vida”. Disparou até a janela mais próxima, procurou um filete vertical de céu por entre os prédios vizinhos e desculpou-se pelas palavras.

Anúncios
Padrão